segunda-feira, 17 de junho de 2013

Resenha: A Cabana


  Livro: A Cabana 
Autor: William P. Young 
Número de páginas: 232
Editora: Sextante/Arqueiro

Durante um fim de semana de férias escolares Mack e seus filhos saem para um acampamento no meio de uma floresta. Tudo parecia perfeito a princípio: muita alegria, animação e aventura fizeram parte dos primeiros dias da viagem.
  Porém no último dia de acampamento a filha mais nova de Mack desaparece misteriosamente. Muitas buscas são feitas, até que finalmente são encontrados vestígios de sua morte em uma cabana abandonada.
  Esse episódio fere profundamente esse pai amoroso e sua vida torna-se insuportável.  Já não mais consegue desenvolver um relacionamento saudável e passa a viver sem brilho. sem sonhos, acompanhado somente por uma grande tristeza.
  Todavia após quatro anos de puro desalento, Mack recebe um convite muito estranho de Deus para um encontro nA Cabana abandonada. Lá ele recebe uma renovação muito intensa e capaz de produzir sua regeneração e vivificação.

  A Cabana é um livro de ficção; contudo funde-se a realidade de cada ser especial. É uma história de mistério a ser desvendado, de ternura, de amor, de perdão e principalmente de relacionamento com Deus.
  Ao ler esta obra o leitor descobrirá que faz parte desse relacionamento, pois Deus está sempre pronto e quer se revelar a seus filhos. Assim esse livro é indicado a todos os que querem renovar sua confiança e fé ao Deus de amor; ele revela de forma autentica o maravilhoso amor do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
  A beleza dessa obra é encontrar e transmitir simultaneamente uma mensagem de esperança: a boa semente ainda pode florescer, basta que o solo seja fértil e que em meio às tempestades pode-se encontrar um porto seguro.
  Essa história emocionante tocou fortemente meu ser, mexeu com meu comodismo e minha pouca fé, trouxe luz para minha vida.

2 comentários:

  1. Realmente esse livro é maravilhoso, amei me dedicar a leitura dele, simplesmente perfeito!! Parabéns pela resenha, concordo plenamente que o livro transmite esperança, é uma história de amor incondicional.
    Bjus!

    coisasdeanalima.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu, mesmo não sendo católico ou cristão (sou o tipo de pessoa pagã que acredita em todo tipo de força, seja ela boa ou ruim) fiquei apaixonado pela história do livro e muito mais do que isso, amei a forma que foram representadas as divindades sem o mesmo padrão de sempre. Esse é um livro que eu lerei mais vezes e que recomendo para qualquer um, não importa a religião ou crença.

    Meu Blog: www.umcontainer.com

    ResponderExcluir

A Blogueira

A Blogueira
Sou Gabriela Sumariva, 24 anos, cabeleireira, tenho um sonho de conhecer o mundo, e meu mundo está nos livros, neles eu viajo em toda parte, em todas as galáxias onde nem o homem pode chegar!

Seguidores

Nacional

Nacional

Eu Apoio!

Movimento Literatura Nacional Eu Apoio!

Skoob

Visualizações

Tecnologia do Blogger.

Seguir por e-mail

Promoção

Promoção
Sorteio de Natal Literário

Popular Posts

Banner do Blog


Siga-nos no Facebook